terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Ser pobre é foda

Foto: Muito Interessante Bralayne


Como diria Sabrina Sato: é verrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrdade

Foto: Cartões de Visita, Panfletos, Imãs de Geladeira: http://bit.ly/1HIB45P


E tome marido



Motivo

Foto: É dureza!


Arvore da Serra

Augusto dos Anjos...

” – As árvores, meu filho, não têm alma!
E esta árvore me serve de empecilho…
É preciso cortá-la, pois, meu filho,
Para que eu tenha uma velhice calma!
- Meu pai, por que sua ira não se acalma?!
Não vê que em tudo existe o mesmo brilho?!
Deus pôs alma nos cedros… no junquilho…
Esta árvore, meu pai, possui minha`alma!…
- Disse – e ajoelhou-se, numa rogativa:
“Não mate a árvore, pai, para que eu viva!”
E quando a árvore, olhando a pátria serra,
Caiu aos golpes do machado bronco,
O moço triste se abraçou com o tronco
E nunca mais se levantou da terra.


Fora da lista

OPI-002.eps


Dentadas



Presente

image


segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Vende-se

Foto: Carregado


Sabedoria chinesa

Foto: Sabedoria chinesa


Outro tempo


“Havia um tempo de cadeiras na calçada. Era um tempo em que havia mais estrelas. Tempo em que as crianças brincavam sob a claraboia da lua. E o cachorro da casa era um grande personagem. E também o relógio da parede! Ele não media o tempo simplesmente: ele meditava o tempo.”
*Mário Quintana*

Sacanagem

Foto


Questões culturais

Foto: Questões culturais


O que você faria?

Foto: O que você faria?

Parece mas não é

Foto: Provavelmente


Assim, eu molho

Por Lena Lopez...

Noite escura e silenciosa
O desejo consome o corpo
Quero alguém,
Não tenho,
Sinto-me demais sedenta
O tesão a flor da minha pele
Uma vontade incontrolável
Viro e reviro-me na cama
O sono não vem
O fogo me queima
Passam as horas
Não dá mais,
É inadiável,
Quero muito o prazer
Exploro-me com as mãos
Invado-me com os dedos
Viajo nos meus pensamentos
Idéias, imagens e sonhos
Que abastecem o momento
Sinto-me molhada
Os dedos melados
O coração bate forte
O peito estufa
A pele suada
Um espasmo gostoso
Arrepio pelo corpo
Explodo-me em meu gozo!

domingo, 21 de dezembro de 2014

Preferência não se discute


Ciduca Barros
Como o ditado popular tão bem esclarece, a preferência de cada um não se questiona, a exemplo de religião, time de futebol, paladar, partido político, etc.  
Como em vários aspectos da vida humana, nessa particularidade as pessoas são diferentes. 
Uns gostam do verde, outros do azul. 
Uns gostam do Flamengo, outros do Vasco. 
Uns gostam de mulheres, outros gostam de homens (Vige!).
Umas gostam de homens, outras gostam de mulheres (Ave!). 
Existem pessoas que gostam de jiló. 
Assim, repetindo, gosto não se discute nem se escreve. Porém, escrevi esta besteirada acima para justificar esta historieta.
Ele era um velho homem do campo. 
Um sertanejo curtido do sol, daqueles arraigados nos confins do Seridó. 
Ele era alucinado por buchada. 
Para aqueles que não conhecem, buchada é uma comida genuinamente da culinária do Norte e do Nordeste do Brasil, feita das vísceras do boi, carneiro ou bode, cuidadosamente preparadas (às vezes). 
Portanto, aquele sujeito era fissurado em buchada. 
Então, num humilde restaurante, lá da sua terrinha, ele já estava devorando o terceiro prato daquela iguaria, quando a dona da birosca, admirada com tanta avidez, lhe perguntou:
– Seu Pedro, o senhor gosta muito de comer buchada, né?
O velho Pedro Marreta, ainda com a boca cheia de comida e com a farinha manchando o seu vasto bigode, respondeu:
– Dona Maria, eu gosto mesmo é de cumê muié!
E arrematou:
– Se eu pudesse só me apeava de riba de uma muié, pra cumê uma buchada!
Buchada era a sua segunda preferência.

Férias



Piadinha cu de raposa

Uma mulher, toda boazuda, vai ao consultório médico:
- Doutor, queria que fizesse algo pelo meu marido...
Algo que o fizesse ficar como um touro!
- Pois bem, tire a roupa. Vamos começar agora mesmo pelos chifres...

Amigo secreto no congresso

image


Funcionários da RYFFS comemoram chegada da quadra na empresa

Um sonho antigo dos funcionários da RYFFS Corporation está se tornando realidade. A empresa ganhadora da licitação para a construção da tão sonhada quadra de esportes da empresa já está instalando o canteiro de obras. No ano em que a RYFFS completa 30 anos, um grande sonho está se tornando realidade, uma reivindicação antiga dos funcionários.
O diretor da RYFFS Caco Dentão  fica feliz com a novidade: “Nossos funcionários mereciam um lugar adequado para a prática de esportes. Segundo a Construtura, em um prazo máximo de 5 meses, teremos o Ginásio pronto, coberto, com arquibancada e vestiários.”, disse Caco.

Duvida cruel

Ser paquerada é bom ou ruim?

Dentadas

QUANDO PASSAR NA RUA E FICAREM TE OLHANDO NÃO SE SINTA O MÁXIMO.
O FEIO E O RIDÍCULO TAMBÉM CHAMAM A ATENÇÃO.
                                                                                              *Caco Dentão*



Particularidades

Por Gilka Machado...



Na plena solidão de um amplo descampado,
penso em ti e que tu pensas em mim suponho;
tenho toda afeição de um arbusto isolado,
abstrato o olhar, entregue à delícia de um sonho.

O Vento, sob o céu de brumas carregado,
passa, ora langoroso, ora forte, medonho!
e tanto penso em ti, ó meu ausente amado!
que te sinto no Vento e a ele, feliz, me exponho.

Com carícias brutais e com carícias mansas,
cuido que tu me vens, julgo-me toda nua...
– sou árvore a oscilar, meus cabelos são franças...

E não podes saber do meu gozo violento,
quando me fico assim, neste ermo, toda nua,
completa-te exposta à Volúpia do Vento!

Xuxa vai se reunir com a RYFFS

Xuxa, sucesso na África
Xuxa tem um projeto para 2015 com a RYFFS
A reunião entre a RYFFS Corporation e Xuxa para a renovação do contrato da apresentadora com a empresa caicoense acontecerá amanhã.Ao que tudo indica ela permanece como garota propaganda da RYFFS já neste encontro.A tendência é que Xuxa apresentará amanhã o projeto publicitário para a RYFFS em 2015.


sábado, 20 de dezembro de 2014

Luto no Bar de Ferreirinha

ZÉ BORÉ ENCANTOU-SE

Zé Boré, Bobó, Reinaldo Guarda, Desembargador Batista, Cosmim: todos se encantaram hoje, por volta das 4 horas da manhã, com a morte de Reinaldo Batista Rangel.
Aos 54 anos, Auditor Fiscal do Tesouro Estadual, casado com Aparecida e pai de Daniel, Sara e Lara, Zé Boré – o seu apelido mais famoso – sucumbiu a uma septicemia generalizada.
Seu corpo foi invadido por milhões de bactérias oportunistas, depois de sete cirurgias, a primeira para debelar um problema de vesícula, e as demais pra tentar consertar um possível erro médico.
Lamentavelmente, hoje elas venceram.
Não deu pra Bobó ganhar a batalha pela vida, apesar da sua disposição pra enfrentar os dissabores e as limitações que a primeira cirurgia lhe impuseram.
Até com a gravidade da doença ele brincava.
Boré gostava de dizer aos muitos amigos, em tom de gozação, que a cirurgia de vesícula, na realidade, era uma cirurgia bariátrica, pelo fato de ter perdido quatro dezenas de quilos desde o primeiro procedimento
Com a morte de Reinaldo/Zé Boré, morre também um pouco da irreverência, do bom humor, da picardia e da insubordinação, características bem próprias dele.
Caicó e Natal amanheceram mais tristes neste sábado que antecede as festas de Natal e Ano Novo, eventos que ele adorava pela possibilidade de rever os seus muitos e melhores amigos e fazer a prévia do veraneio.
Os editores (ir)responsáveis do Bar de Ferreirinha, amigos de infância de Zé Boré, membro do Conselho Editorial do blogue, estão absolutamente sem graça, tristes e sem ter muito o que dizer nesta hora de absoluta melancolia e saudade.
É isto: estamos com muita saudade das cachaças no Bar de Ferreirinha, na Festa de Sant’Ana, no Carnaval do Bloco do Magão, no residencial Linhares, no Bar de Zeca Barrão, na praia de Tabatinga, no Cirrozão City, no Bar de Prikitim, no puxadinho...
Saudade também dos galos torrados que ele fazia como ninguém e, principalmente, da sua presença física e da inesgotável capacidade de ‘rodar lero’, conversar ‘miolo de quartinha’ ou rodar ‘discos e gravações’, formas que ele usava pra definir uma conversa pra boi dormir.
O veraneio de 2015 vai ser uma merda.
Obrigado, Bobó, pela sua existência, pela amizade, pelas centenas de horas de convivência, pelas farras, vitórias, conquistas e derrotas que passamos juntos: vida que segue.
Qualquer dia desses a gente se reencontra.
Roberto Guarda/Pituleira
Editores (ir)Responsáveis


Roberto Guarda, Mudubim e Zé Boré, num raro momento de folga
quando trabalhava no Tribunal de Contas do Estado

No 'Escritório' do Bar de Ferreirinha

Feirinha de Ferreirininha, no Corintians

Discutindo os problemas do Brasil no Bar de Ferreirinha


No lançamento do livro Bar de Ferreirinha - 50 Anos

Na 5a Feirinha de Ferreirinha

No Puxadinho com os Medeiros e Bina

Na Feirinha de Ferreirinha de 2014, com Meu Mel, Ari e Tânia Ovídio