quinta-feira, 26 de maio de 2016

Dentadas

"DEVEMOS SEMPRE FAZER UM BRINDE AOS LOUCOS E INSANOS,POIS ELES SÃO LÚCIDOS E SENSATOS".
                                                              CACO DENTÃO

Balas trocadas não doem



Mais mentiras sobre a verdade

CAROLINA MONIZ

    Ao estudar as ciências como um todo, é possível perceber que elas não surgiram por mero pragmatismo humano, mas, sim, por uma lancinante sede de verdade. Porém, é difícil saber se o rosto desta verdade  foi mascarado, se realmente tem estas cores ou se o que aí está é apenas a máscara abandonada.Por muito tempo a verdade é tomada, pela maioria, como algo único e imutável. É esta parva certeza que insiste em perdurar a responsável pelas belezas e pelas desgraças que nos rodeiam. A verdade é a razão das guerras e o fator de união. é o alento e a angústia, gera a certeza e a dúvida.Tem sido trilhado, no entanto, um longo caminho em busca da una-verdade. Para esta fim, criaram-se métodos e escolas filosóficas. Sócrates acreditava que o conhecimento real era fruto da dialética. Segundo Descartes, isto só poderia ser conquistado ao se duvidar de qualquer argumento minimamente falho. Já com Sartre, Nietzsche e outros pós-modernos é possível enxergar a verdade como a esfera individual que recobre cada ser, estando esta ligada ao espaço tempo e às experiências individuais,É fácil dizer que a verdade é relativa. Mas como pode o homem, ser social por natureza, viver sozinho e encastelado em suas certezas? Este é o fator da intrapessoalidade: é possível moldar não só o próprio acreditar, mas também o alheio.Contudo a humanidade continua a procurar por uma verdade ideal. Esquece-se de que a beleza de viver é ter dúvidas e que a especialidade dos homens é se cercarem de inúmeras possíveis respostas.

Moleque fofoqueiro



Quente

Alzina Bomfim


Quente.... como a areia da praia,
Quente, como o sol em pleno verão,
Quente, tão quente como a lava...
São tuas mãos sobre meu corpo!

Quente, como o vento Norte,
Quente, como água em ebulição,
Tão quente que me transtornam,
Alteram meus sentidos e obscurecem minha razão.

Enquanto mais me esquentas,
Mais incendeias meu ardor,
mais me desesperas
e mais, muito mais... é minha paixão.|

Derrama sobre mim tua caldeira,
Verte lentamente água fervendo
Porque meu ser, ansioso espera
Queimar-se contigo nesse inferno.

Quando a lava esfriar,
Quando endurecer a areia,
Quando o fogo se apague e se esqueça
Eu seguirei te querendo, ainda que não acredites!

Olha a hora

Toda hora é hora


Berço da cerveja é Ipueira

comercialcerveja
Fragmentos de jarras de barro, com vestígios de cerveja, foram encontrados por arqueólogos na propriedade rural do empresário Toinho de Aníbal no município de Ipueira. A análise espectral mostrou que nestes potes foi guardada cerveja. As evidências obtidas por cientistas são provas de que a tecnologia de produção de cerveja foi iniciada em Ipueira anos atrás.Naquela época, existia uma receita única de produção da bebida, que combinava elementos das tradições do processo cervejeiro. A análise dos vestígios amarelos da cerveja antiga encontrados nos potes cerâmicos mostrou que a bebida foi produzida com base em cevada.O que surpreendeu os cientistas foi o fato de os agricultores de Ipueira daquela época cultivarem cevada. 

Amizade verdadeira

Amigo de verdade


quarta-feira, 25 de maio de 2016

Casal de twitteiros

Twitteiros comemorando o dia do sexo


Dentadas

"UM HOMEM DE VERDADE SEMPRE DEIXA A MULHER PASSAR NA SUA FRENTE, AFINAL ESSA É MELHOR FORMA DE AVALIAR SUA BUNDA".
                                             CACO DENTÃO

Vacas

Espécies de vacas, rural e urbana



Piadinha cu de mocó

Um bêbado chegou em frente ao Congresso Nacional e deixou sua bike.
O policial legislativo o chamou e disse:
–  O senhor não pode deixar sua bike ai! Aqui é o Congresso, onde passa a presidente, ministros, governadores, parlamentares entre outras autoridades.
O bêbado olhou pra ele e disse:
– Não se preocupe vou botar o cadeado.

Beijo de agradecimento

beijinho-de-agradecimento

Segues em mim

Amanda Lira

Minhas mãos brincam
com teu corpo cheio de desejo
tentando encontrar o teu centro
doçura enquanto acalmas o desejo
tua paixão, enquanto gozas com o instinto,
enquanto buscamos juntos a soma de
nosso prazer

Segues em mim....sem descanso

Tocar teu corpo insinuante
com minhas mãos cheias de desejo
Te querer, sentir teus encantos
entregados ao meu prazer, poder
te entregar meu ser para tu desfrutar
te amar com paixão....esse desejo...
esse querer...

Corno prático

Cama Barulhenta


Timbáuba atinge a marca de 2.169 parques eólicos em operação

energia_eolica 
Timbauba dos Batistas atingiu marca de 2.169 parques eólicos em operação comercial. O feito foi alcançado no último domingo, após a entrada em operação comercial dos parques eólicos Baixa do Milho I, II e III. O empreendimento, de propriedade da RYFFS Corporation, está localizado na zona rural do município, e possui 601 aerogeradores de 29 MW cada. O complexo adicionou 1.7320 MW em potência instalada.Com a marca, Timbauba consolida a liderança frente ao segundo colocado, a cidade de Coité na ParaÍba, que possui 1.167 parques e 16GW. Agora,Timbauba se torna a primeira cidade a alcançar 100 parques eólicos em operação comercial, com 2,8 GW em potência instalada, número este que representa mais de 30% de toda a potência eólica instalada no Nordeste.Timbauba é líder nacional em potência instalada e geração de energia eólica, tendo sido a primeira cidade brasileira a alcançar a marca de 111 GW de potência instalada em maio de 2016.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Saem as cobras, entram os abutres

Ivar Hartmann

Quando a sujeira é grande demais é difícil de limpar. A morosidade dos juízes do STF ao longo das décadas criou no Congresso Nacional e na política em geral, um bando de gente desqualificada. O STF foi ineficaz em sua atividade, criando a lei da impunidade para os políticos. O resultado é que, não obstante o trabalho árduo do juiz Moro, promotores e delegados, não será fácil erradicar a corrupção parlamentar. A edição de 19/05/16 do “Congresso em Foco” surpreende. Na atual legislatura quase 26% dos deputados são suspeitos de participação em crimes e quase 40% dos senadores. Segundo ainda o Congresso em Foco “dos mais de 500 congressistas acusados de atos criminosos desde a promulgação da Constituição de 1988, somente 16 foram condenados e apenas oito chegaram a cumprir a pena. Em muitos casos, os processos simplesmente prescreveram sem que os ministros do STF tivessem julgado o comportamento dos réus.” Então, a ineficácia do STF torna-se mais flagrante. Qualquer pessoa sabe que quando um crime não é castigado, o bandido volta a delinquir e ainda serve de exemplo a outros. Santo Deus: parece que defini o Congresso Nacional...
Fora Dilma! Não quer dizer, Viva Temer! O povo das cidades do Brasil nas ruas liquidou os petistas, responsáveis pela maior crise econômica e moral do Brasil em todos os tempos. O governo da jararaca Lula e suas cobras deu lugar ao vice Temer. Que não era desejo de ninguém, mas apenas um passo rumo à limpeza nacional. Pelas nomeações que fez, acordos e alianças políticas e sapos que está engolindo faceiro, pode-se dizer: saíram às cobras, entraram os abutres! É conversa fiada justificar estas escolhas, dizendo “ele ainda não foi julgado.” Temer, professor de Direito Constitucional, raposa velha na política de Brasília, sabe que um político ser julgado pelo STF é tão difícil quanto um novo julgamento de Jesus. Então escolhe um Ministro da Fazenda que todos aceitam e embute o preço: uma leva de malandros, seus companheiros do PMDB. A prova disso, do Ministério dos Abutres (podem usar o termo que não requeri patente), é a escolha para seu líder na Câmara de um deputado perigoso, aliado do bandido Eduardo Cunha. Réu em três ações penais e indiciado em outros três inquéritos. Ao aceitar um marginal para seu líder, Temer se iguala a ele. Logo virá de novo o grito: vem pra rua!
ivarhartmann@hotmail.com

A grande invenção

A grande invenção!


Ipueira trabalha para conseguir mais um voo para os países do Mercusul

O sucesso do voo Buenos Aires/Ipueira, iniciado em 2013, despertou o interesse não só do Governo Argentino, como de operadores de outros países para aumentar a oferta de rotas da Argentina à Ipueira na região do Seridó potiguar. Na tarde de ontem, o Grupo Totoca Tur  esteve reunido com autoridades do governo Uruguaio para debater o assunto.Segundo o empresário Toinho de Aníbal, está acordado o voo para a próxima temporada de  julho, agosto e setembro. “Mas ainda estamos em fase de negociação para antecipar o início deste voo para junho”, ressaltou Toinho.
Toinho frisou que Timbauba dos Batistas já teve esse voo dez anos atrás. “Fomos a primeira cidade nordestina a trabalhar com os países da Mercusul. Recuperamos o voo para focar no mercado interiorano do país e aumentarmos o volume de turista sul-americano em Ipueira”. 


Putaria canina



Amigas querendo atrapalhar



Velhinha esperta

Aparentemente, ele trabalhou pesado a vida toda e não queria ver ninguém usufruir das suas conquistas, até mesmo a sua esposa. Ele chegava a esconder todo o dinheiro que ganhava dela.O plano dele era esse: levar tudo com ele no caixão. E antes de adoecer, ele já deixava bem claro: “Escute, quando eu morrer, eu quero levar todo o dinheiro comigo. Porque eu quero ter toda a minha fortuna após a morte”. Claro que isso soou bastante rude e egoísta para toda a família, especialmente para a esposa.No entanto, logo após sua morte, a esposa encontrou um jeito genial de concretizar seu desejo.E, então, no dia do seu funeral, ela sentou-se nas primeiras cadeiras e ouviu o sermão do padre. Na hora em que o caixão seria fechado, gritou: “Espere um minuto!”.Um dos familiares disse: “Espero que você não seja louca de colocar toda a fortuna no caixão”.“Eu prometi a ele. Sou cristã e irei cumprir com o meu juramento”, disse a esposa.Os amigos e familiares ficaram indignados com a situação e então perguntaram onde estaria o dinheiro. E sua resposta foi genial:“Eu juntei todo o dinheiro, coloquei em minha conta e assinei para ele um cheque”.


Dica importante


Nunca deves usar os sapatos dentro de casa! É importante que conheças isto. A tua saúde vai agradecer!A prática não tem nada de novo na região do Seridó e cada vez mais encontra adeptos em todo o estado do RN. Tirar os sapatos para entrar em casa, segundo a tradição seridoense, por exemplo, evita que o lixo da rua e as más energias adentrem o ambiente da residência.A ciência, por sua vez, vem justificando esse costume. De fato, deixar os sapatos na parte externa da casa pode evitar que se entre em contacto com cerca de 969.000 tipos diferentes de bactérias presentes em 99% das solas dos sapatos, isso mesmo, 99%. Mesmo que o sapato pareça limpinho, ele está bem longe disso, é o que dizem os investigadores da Universidade de Timbaúba dos Batistas (UTB).


Cuidado aí cara

MuiAmigo


Fofoca



segunda-feira, 23 de maio de 2016

O Seridó que a gente ama


Fernando Antonio Bezerra



Existem muitas pesquisas importantes sobre o Seridó que a gente ama, algumas das quais nas prateleiras virtuais das Universidades. Um dos grandes pesquisadores sobre a região, elogiado por quem entende de história, chama-se Helder Alexandre Medeiros de Macedo que, dentre outros trabalhos, escreveu “Outras Famílias do Seridó: Genealogias Mestiças no Sertão do Rio Grande do Norte (Séculos XVIII – XIX)”. O trabalho mencionado é fonte para quem gosta dos assuntos da terra seridoense e graças a historiadores como Helder Medeiros e a outros talentosos pesquisadores podemos ler a história do Seridó em diferentes aspectos.
Na introdução da citada tese, o pesquisador, hoje doutor, investiga sobre o que é o Seridó e a explicação para o nome. Em apertada síntese, duas correntes se apresentaram para discutir o assunto. Baseado no escritor João Rodrigues Coriolano de Medeiros (1950), alguns sustentam que o nome “Seridó” era vocábulo indígena que significa “pouca folhagem, sem folhagem, pouca sombra ou pouca cobertura vegetal”, explicação acompanhada por Câmara Cascudo em uma de suas obras sobre “nomes da terra”.
Outro grupo defende que Seridó vem de “Saryd” que, segundo Helder Medeiros, significa “sobrevivente d´Ele” em hebraico. É a tese dos que acreditam que a presença judaica no Rio Grande do Norte chegou aos sertões do Seridó através do contingente de cristãos-novos. Mas, a possibilidade de que o termo seja de origem indígena, “oriundo das línguas faladas pelos índios Tarairiu”, tem também o respaldo do respeitadíssimo pesquisador Olavo de Medeiros Filho.
É importante lembrar que, antes ou depois, Seridó também é o nome de um dos principais rios que corta a região, nascido nas terras paraibanas que há muito é conhecido pelas autoridades e estudiosos no assunto: "SERIDÓ - Rio que poderá ter 30 legoas de curso, nasce d'uma lapa ou gruta da Serra ds Cariris, no termo da freguezia de Patos, na Província da Parahiba, onde rega o districto da Villa de Brejo d'Areia. No cabo de 8 legoas de curso nas terras d'esta província entra na do Rio Grande do Norte, dirigi-se para o nordeste, regando Villanova do Príncipe, e 8 legoas abaixo desta villa se incorpora pela margem direita com o rio Piranhas. Sobem por elle com carga os barcos até Villanova do Príncipe, e as canoas passão muito além e vão até a província da Parahiba." (Diccionário Geographico, Histórico e Descriptivo do Império do Brazil de J. C. R Milliet de Saint-Adolphe de 1845.)



Sobre a caracterização da região, José Augusto Bezerra de Medeiros, estudado por todos, escreveu que, nos anos de 1950, o Seridó tinha uma extensão territorial de 9.332km com oito municípios: Acari, Caicó, Currais Novos, Florânia, Jardim do Seridó, Jucurutu, Parelhas e Serra Negra do Norte. Para Guimarães Duque, estudioso dos temas nordestinos, o Seridó, pelas características comuns, deveria ser entendido como uma área maior, se estendendo a Paraíba e ao Ceará, tendo em vista aspectos naturais comuns à vários municípios: “vegetação baixa, composta de cactos espinhentos, arbustos espaçados e capins de permeio em solos erodidos e ásperos, com seixos rolados; ocorrência de chuvas entre janeiro e maio, variando entre 127 e 916 mm anuais; ausência de orvalho e insolação média de 2.988 horas de luz solar/ano; temperatura média de 33ºC (máxima) e 22ºC (mínima); índice de aridez elevado”.
De todo modo, tanto o Rio Grande do Norte quanto a Paraíba chamam de Seridó uma porção especial de seus territórios. Do lado potiguar, já chamaram de Seridó Oriental e Seridó Ocidental ou de três zonas homogêneas lideradas por Caicó, Currais Novos e Serras Centrais. De um modo ou outro, o Seridó que a gente ama começa no Riacho do Maxixe e esbarra nos limites com a Paraíba em vários pontos, incluindo Frei Martinho, Chapada Borborema, Rios Espinharas e Piranhas. São, atualmente, 24 municípios que direta ou indiretamente nasceram do Caicó de todos nós –o município mais antigo da região, criado oficialmente em 1788” – e conferem aos seus filhos e filhas o privilégio do gentílico seridoense, honraria untada ao coração que deve significar responsabilidades com a tradição do que é bom e justo, com a terra que nos abriga e com a continuidade de nossa história.



Namoro

Namoro


Leito da praça


Janduhi Medeiros 

Se acaso uma criança é explorada
A flor murcha, envelhece precoce,
No terreiro global do ocidente.

O pólen expropriado 
Silencia os sais da rocha
Com estrume tortuoso da raiz,
Marginalmente.

E na cidade, 
Por onde o abandono passa,
Vai engatilhando calado 
A ira da violência, 
De forma que
O adubo acerta o peito da praça
E um bando de flores, sem leito, sem jardim,
Falece na adolescência.


Cantada infalível

a-cantada-fulminante-no-mercado