quarta-feira, 31 de outubro de 2012

PESQUISA DATABAR

Caco admite a possibilidade de procurar um cirurgião

Homem também faz cirurgia plástica

Os homens estão mais plastificados: 35% das cirurgias plásticas estéticas realizadas em 2011 no mundo foram em pacientes masculinos. 
Há dois anos, o percentual era de 25%. 
O levantamento, ainda inédito, foi realizado pelo Instituto DataBar por encomenda da Isaps - Associação Internacional de Cirurgia Plástica.
No Brasil, segundo a pesquisa, o percentual de homens que fazem cirurgia plástica é ainda maior. 
"Os homens brasileiros estão se aboiolando, e isso é culpa das novelas da Globo", disse o diretor-técnico do Instituto DataBar, Caco Dentão.
Ele ficou animado com a possibilidade de dar um grau na fuça, embora reticente com a possibilidade de ser malhado pelos amigos se realmente for fazer um lifting ou um peeling.
NÚMEROS - No ano passado foram realizados 8,5 milhões de procedimentos no mundo. 
A lipoaspiração segue no topo da preferência nacional, com 140 mil cirurgias. 
A lipoescultura foi a que mais cresceu, com 60 mil enxertos em 2009.
Cirurgias para aumento do pênis são poucas, mas também aparecem no levantamento.

Deu em Tutty Vasques


No bom sentido
O senador Álvaro Dias disse em Brasília que o colega tucano Mário Couto “talvez não tenha sido bem entendido” quando abriu o bico na tribuna para dizer que está cheio de ladrão no Congresso roubando o dinheiro do povo.
Esse pessoal leva logo tudo pra maldade!

Nas alturas
ACM Neto já anuncia medidas de austeridade em Salvador.
Todo baiano acima de 1,70m sofrerá cortes!

Mérito do derrotado
Lula está se achando, mas devia agradecer a José Serra!
Não fosse o tucano, o ex-presidente jamais conseguiria eleger Fernando Haddad ou Dilma Rousseff.
A atuação do adversário, em ambos os casos, desvaloriza qualquer vitória!

Igual a cu de mocó



Jesus de Miúdo, caba de Acari, informa que um amigo de Caicó fez implante e pintou os cabelos. 
A presepada rendeu dois poemas do grande poeta Miúdo, com motes sugeridos por Moacir Lucena. 
O resultado os leitores curtem abaixo:

MOTE
Só pode ser um implante
de cabelo de buceta

GLOSA
Eu fiz um breve levante
Do seu mais novo modelo
E pra mim o seu cabelo
SÓ PODE SER UM IMPLANTE.
Destaca a testa brilhante
Deixa sua imagem porreta
Mas a cabeleira preta
Moacir já espalhou
Que você a retirou
DE CABELO DE BUCETA.

MOTE
Ficou depois de pintado
Igual a cu de mocó

GLOSA
O sujeito ‘tá afamado
Por causa do seu cabelo
Pois bem pretinho o seu pelo
FICOU DEPOIS DE PINTADO.
Mas tem nego desconfiado
- De Natal a Caicó -
Dizendo quer terá dó
Depois que a cor se perder
E o vermelho aparecer
IGUAL A CU DE MOCÓ.

Vaca come galinhas vivas em Santa Cruz



Uma vaca é a responsável pelo desaparecimento de 248 galinhas em Santa Cruz, capital do Trairi norte-rio-grandense.

Os donos viam o número de aves diminuir a cada noite, mas os suspeitos eram os cães da  vizinhança. 
O mistério teve fim quando a vaca foi flagrada dentro do galinheiro, fazendo diversas vítimas.
Karavéa Du Trairi, dono dos animais, nunca tinha visto algo parecido. 
"Ficamos chocados ao ver nossa vaca comendo galinhas vivas. Foi um horror", disse, assustado.
Canais de televisão de Natal mostraram imagens do ocorrido, onde o bovino demontrava habilidades de caça de fazer inveja a muitos carnívoros. 
Um veterinário da região disse que esse comportamento pode ocorrer devido a deficiência de minerais. 
Centenas de pessoas foram até o local, mas só conseguiram ver Lalinha, como se chama a vaca, em uma usual refeição vegetariana.

Milagre


Parem os relógios. 
Esqueçam que o Palmeiras vai cair e que Serra se fudeu.
Esta notícia poderá mudar o rumo de muitas coisas: pexinho dourado sobrevive por 11 horas fora do aquário.
Ele dourado pulou do aquário e caiu atrás do armário. 
Por lá ficou sozinho e sem carinho (triste…) por 11 horas! 
A dona considera um milagre ele ter sobrevivido.
Pesquisadores da Universidade de Timbaúba dos Batistas investigam as causas científicas do fato, inexplicável até agora.
O Vaticano está estudando o caso.
  

Estatística

Após Roubo

Pescador azarado

Carinha Azarado

Só tem uma vantagem

Crime

Por Simone Barbariz

Testemunhas: as quatro paredes.
Local do crime: a cama.
Réus: eu e você. 
Crime cometido: amor louco e desenfreado, 
Amor sem limites, 
Amor em todas suas formas possíveis,
Em todas as formas em que éramos compatíveis. 

Acoplados com a perfeição de dois módulos espaciais, 
Onde qualquer erro milimétrico, 
Compromete o sucesso da missão... 

Missão cumprida... 

A missão foi um sucesso total,
Pois dois corpos tornaram-se um!
Não mais existia eu e você, 
Mas, sim, eu-você...

Cometemos um crime perfeito!

Origem da preguiça

Cúmulo

Qual o cúmulo do ciúme?
Brigar com a mulher porque só um dos gêmeos se parece com o pai.

Pais naturistas


terça-feira, 30 de outubro de 2012

ÊÊÊÊÊPPPPAAAA!!!!!

Nulombo (centro) é da tribo dos Bengalas

Africano ganha leilão e russo, com 
medo, desiste de perder a virgindade

O russo Alexander Stepanov, que leilou sua virgindade num programa de TV, desistiu do acordo depois que descobriu que o vencedor era um homem. 
E africano. 
Num comunicado, Setepanov disse que teme sair com danos psicológicos da relação. 
“Infelizmente não tenho preparo psicológico para isso. Posso sair machucado”, disse Stepanov.
O vencedor do leilão do rapaz foi o africano Motumbo Nulombo, da tribo dos Bengalas. 
Ele lamentou a desistência do rapaz. 
“Queria apenas mostrar o meu grande apreço a ele”.
Com informações do Jornal Sensacionalista

THE BEATLES

Toko Ono e John Lennon

Yoko Ono não causou 
o fim dos Fab Four

Vai dar o que falar em todos os bares e botecos do Brasil e do mundo.
Beatlemaníacos souberam ontem pelo semideus Paul McCarteny, em uma entrevista ao apresentador britânico David Frost, uma negativa categórica sobre as especulações de que o relacionamento de Yoko Ono com John Lennon teria provocado a separação dos Beatles.
Segundo ele, embora a presença da artista japonesa nos ensaios realmente atrapalhasse, o destino da banda era inevitável. 
"Yoko certamente não separou o grupo, o grupo já estava se separando", disse McCartney, em declaração adiantada pelo jornal The Guardian.
Paul declarou ainda que Yoko, alvo da antipatia de fãs desde 1970, ano da dissolução dos Beatles, foi responsável por expandir os horizontes de Lennon para a arte e que, sem ela, dificilmente músicas como "Imagine" existiriam
"Quando ela apareceu, parte de seu apelo era o lado avant garde, sua visão das coisas, e mostrou a ele um novo jeito de ser. Então era hora de John sair, com certeza faria isso de um jeito ou de outro", afirmou, lembrando que a o grupo acabou na hora certa, para deixar um legado "bacana".
Pra matar a saudade, aperte o play e ouça Hey Jude, um dos clássicos dos Beatles:


Crack mata cedo

Ivar Hartmann
“Fui comprar maconha, mas meu fornecedor só tinha crack, então resolvi experimentar e não consegui mais parar!” É a declaração verdadeira de um usuário de crack que perdeu família, emprego e passou a vender o que tinha em casa. Depoimentos assim encontram-se em profusão. Mas quem são os drogados? Será gente sem pai, mãe, esposo (a), namorado (a), tios, avós, amigos e vizinhos? Pelas notícias de jornais, sim! Os médicos são unânimes em informar que os sintomas mais comuns dos usuários de crack são: mudança de comportamento com descuido para a higiene pessoal, perda rápida de peso, tosse e nariz entupido, cansaço intenso, tremores, apatia e violência para conseguir dinheiro para o vício. Veja o leitor que são formas de expressão que chamam a atenção de qualquer pessoa das relações do novo dependente. Mormente estas, mais próximas. E, no entanto o usuário segue comprando, usando, destruindo cada vez mais a si e sua família. Então, a pergunta obrigatória é: Por quê? Esperar que a polícia descubra e aja, não pode ser.
Porque os familiares (em qualquer grau) uma vez sentida a mudança do infeliz, não agem rapidamente (porque,quanto mais rápida a ação, mais rápida a cura) não conversam entre si, discutem, analisam e, ENFRENTAM O PROBLEMA? Fazer de conta que não existe, piora a situação. Bancar os pais bonzinhos terrifica a vida familiar. Uma vez um jornalista tinha medo de denunciar um local de vendas de droga, porque os responsáveis pelo telefone 190 poderiam dar seu nome e ele seria chamado a depor em Juízo. Isso é impossível: o sigilo é total e obrigatório. Venda de drogas e traficantes fazem parte do nosso dia a dia. O combate a venda e a proteção ao usuário também. É como a luta mundial dos Estados Unidos e do Ocidente, contra o terrorismo. Nunca vão acabar os terroristas, nem as escolas de terroristas. A Al Qaeda veio para ficar. Mas, se deixá-los agir impunemente, cada vez ficará pior. A Inglaterra, durante um tempo, em troca de tranquilidade em seu território, permitia a livre movimentação de terroristas notórios. Depois da destruição das Torres Gêmeas em Nova Iorque, foram obrigados a agir. Obrigados pelos Estados Unidos a cumprir com seus deveres coletivos. Como as famílias. Toda família tem deveres coletivos entre seus membros. Um, impostergável, é a proteção recíproca. Famílias agem como famílias. Quando os membros se amam.

Prece

Por Eliana Mora...

Preciso do veludo
dos teus cílios 
da maciez
e da audácia do 
teu cheiro
da embriaguez
que vem da 
tua boca

Preciso te tocar
preciso voltar 
a ouvir
o som
do teu corpo...

Empresário japonês quer parceria com a RYFFS

愛知はイチジクの生産額が全国Bibica,

一番であるほか、うなぎの名産地でもある。
ひつまぶし、そしてシロノワールも忘れてはいけない。関東ではなかなかお
目にかかれないので、名古屋に行った際には是非とも入ってみたいお店である。
中京圏の製造業は、トヨタ自動車などの愛知県・名古屋市を本拠地とする大手
製造業からの外注案件が売上の大部分を占めている。竹筒に火薬を詰め、
それを人が抱えながら行う手筒花火も人気がある。他には、スペースシャ
トル内において宇宙酔い実験の被験者となった宇宙金魚も弥富金魚の金魚であった。

Produto legal

A estátua do rato

Certo dia, um homem entrou numa loja de antigüidades e se deparou
com uma belíssima estátua de um rato, em tamanho natural.
Bestificado com a beleza da obra de arte ele correu ao balcão e
perguntou o preço ao vendedor: 
- Quanto custa? 
- A peça custa R$ 150 e a história do rato custa R$ 2000.
- O quê? Você ficou maluco? Vou levar só a obra de arte. 
Feliz e contente o homem saiu da loja com sua estátua debaixo do braço.
A medida que ia andando percebeu mortificado que inúmeros ratos saiam
das lixeiras e bocas de lobo na rua e começaram a segui-lo. 
Correndo desesperado o homem foi até o cais do porto e atirou a peça com
toda a sua força para o meio do oceano. Incrédulo, viu toda aquela horda de
ratazanas se jogarem atrás e morrerem afogadas.
Então, o homem voltou para o antiquário imediatamente, e o vendedor lhe perguntou: 
- Veio comprar a história, não foi? 
- Não, eu quero saber se você tem uma estátua de um Flamenguista.


Vespas


O padre vidente

A mocinha vai a Igreja se confessar: 
- Padre, eu transei com meu namorado.
- Tudo bem, isso não é mais pecado.
- Eu sei, seu padre, mas eu também dei a bundinha.
- Bom... aí coisa muda de figura, eu vou até a sacristia verificar qual é a penitencia, e já volto.
Passaram alguns minutos, e nada do padre voltar!
A garota começou a ficar preocupada com a penitencia e saiu do confessionário.
Nesse meio tempo, entra um cara para se confessar.
O padre volta e não percebendo que a garota havia saído diz:
- Deixe-me ver aqui na lista... a pena para quem dá a bundinha é 150 Pai-Nossos e 80 Ave-Marias.
O cara responde:
- A pena até que é justa. Além de padre, tu também é vidente?

Taradão

0448

Detesto dinheiro


Pessoas que gostam de doce são mais simpáticas

Cientistas da Universidade de Timbaúba dos Batistas avaliaram a personalidade de 2.100 pessoas desconhecidas e chegaram a conclusão que as mais simpáticas foram aquelas que gostavam mais de doce.
Durante o processo, os voluntários tinham acesso a fotos e a uma lista com as preferências alimentares delas. 
Apesar de confirmar o fato, os cientistas não souberam explicar o resultado.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

De olho no mundo - 64


29 de outubro de 2012
cardápio da imprensa
Fazendo tudo para copiar os tucanos, o governo petista brindou pedaços do país com mais um apagão, algo que vai ficando corriqueiro – esse foi o terceiro registrado nos últimos 34 dias. Oficialmente, o Operador Nacional do Sistema (de Escuridão) só reconhece o problema em estados do Norte e do Nordeste. Mas as redes sociais, essas malditas ferramentas alcaguetas, deram conta de breu também em locais do Sudeste e do Centro-Oeste. A reação oficial repete o tró-ló-ló de que houve sabotagem, embora esses sabotadores tenham sempre o dom do encantamento pós-ação, nunca se deixam pegar. Ainda bem que já aprendemos as diferenças técnicas da escuridão pública pelas sábias palavras de Hermes Chipp, presidente do Operador: “Apagão é quando desliga todo o Estado ou toda região; isso é mais um apaguinho”.

Mais uma medida econômica genial acaba de ser divulgada por esse governo miúdo: a redução do IPI dos automóveis foi prorrogada até o final do ano. Com isso estão garantidos o consumo de curto prazo e aqueles velhos reflexos que vão corroer a economia no longo prazo, inclusive no resultado futuro do PIB – movimento que alguns não alcançam. Aliás, há outra grande notícia: o governo miúdo está abrindo embaixada brasileira em Malauí, África, o país mais pobre do mundo. Antes, a equipe palaciana está tentando definir com o Itamaraty se, no plano de carreira, esse posto é prêmio ou castigo para os diplomatas.
Os partidos de oposição andam desconfiados que tantos pacotes de benefícios para a indústria automobilística tem um jeitão de pagamento à vista para doações de campanha.
Depois de eleger o poste Fernando Haddad, São Paulo inicia a contagem regressiva para muito provavelmente testemunhar mais um governo miúdo e cheio de confusões. A julgar pelos nomes que já se engalfinham por suas secretarias municipais – sem contar a cobrança da “promissória” do apoio já enviada por Paulo Maluf – periga vir um “novo” tempo de mediocridade administrativa na maior cidade da América do Sul.
“Eu fui fazer um samba em homenagem à nata da malandragem que conheço de outros carnavais. Eu fui à Lapa e perdi a viagem, que aquela tal malandragem não existe mais. Agora já não é normal o que dá de malandro regular, profissional. Malandro com aparato de malandro oficial. Malandro candidato a malandro federal. Malandro com retrato na coluna social. Malandro com contrato, com gravata e capital. Que nunca se dá mal.”
(Francisco Buarque de Holanda, em sua genial e agora felizmente desatualizada Homenagem ao malandro).
Vai chegando ao fim o espetáculo jurídico promovido pelo Supremo Tribunal Federal. Para sossego da parte que presta da sociedade brasileira, pela primeira vez os bandidos políticos estão exemplarmente condenados, inclusive pela óbvia formação de quadrilha. Agora, resta a conclusão da dosimetria, que vai definir o endereço onde os novos detentores de diplomas oficiais de quadrilheiros, corruptores, corruptos, desviadores de dinheiro público, fraudadores e que tais vão morar nos próximos anos. Deliquentes – no falar do ministro Celso de Mello – que poderão aproveitar o tempo na cadeia para atualizar suas alegadas “biografias”, inclusive com a parte não contabilizada agora escriturada nos autos do processo.
Em 1991 um grupo de filiados foi expulso do PT porque defendeu o “Fora Collor” que a sociedade brasileira bradava nas ruas. A ação da expulsão foi comandada por Zé Dirceu, que, demonstrando sua ideologia política firme tal gelatina, depois apoiou o impeachment do então caçador de mara(cu)jás – o mesmo Fernando Collor recebido ultimamente por Dirceu e seus comparsas como neoaliado e amigo de infância do petismo. Aquele grupo desterrado em 1991 fundou o PSTU, que agora festeja a condenação do estrategista trapalhão afirmando que “o mensalão foi o desfecho da direitização do PT”.
Os Pilas-Perfeitos idiotas latino-americanos se agarraram a uma retórica inacreditável, de que o Supremo valeu-se da teoria do domínio do fato pela primeira vez na história da humanidade. Fingindo ignorar que essa teoria é perfeitamente legal, a base da argumentação é a de que não há um único documento assinado por Zé Dirceu, Zé Genoino, João Paulo Cunha e Delúbio Soares determinando a execução dos crimes pelos quais foram condenados, e que, por isso, seriam vítimas de um julgamento de exceção. Esses oportunistas esquecem de lembrar que não há notícia de um único documento assinado por Adolf Hitler determinando as monstruosidades levadas a cabo pelo III Reich. Constatação que também serve para os descalabros, desumanidades, patifarias administrativas (ou tudo junto) de gente como Josef Stalin, Benito Mussolini, Saddam Hussein, Muammar Kadafi, Ernesto Guevara, Fidel Castro, Hosni Mubarak, Hugo Chávez, Bashar al-Assad... Parece que o Supremo terá de fazer um desenho para facilitar a compreensão.
O desassossego do petismo pode aumentar se o Ministério Público acatar o requerimento dos partidos de oposição para que sejam retomadas e aprofundadas as investigações do mensalão petista, apurando, inclusive, as denúncias de envolvimento de Lula da Silva – aquele que disse não saber de nada, nem mesmo o nome dos seus próprios “traidores”.
Inconformado com a liberdade de imprensa, com a qual só sabe lidar se for a favor, Lula da Silva passou a cronometrar o tempo das matérias que a Globo tem veiculado a respeito das condenações dos mensaleiros petistas. Transtornado, sofreu nova crise da velha síndrome de Deus e anda ameaçando voltar ao Planalto só para se vingar da emissora dos Marinho e do resto da mídia que publica os fatos sem enfeites.
Na intimidade, Zé Dirceu já admite que ele e Zé Genoino estão politicamente mortos – Genoino já se tornara uma espécie de zumbi eleitoral e foi dependurado como assessor no Ministério da Defesa, e Dirceu perdeu muito do seu antigo poder dentro do PT. Pragmático, o ex-chefe da Casa Civil vai caindo na real, a ponto de ligar para o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo com perguntas práticas: se o presídio de Tremembé tem parlatório confortável, espaço para visitas íntimas e se sua cela disporá de espaço para uma tevê de tela plana. A expectativa de alguns analistas é de que Dirceu seja condenado a 12 anos de cadeia em regime fechado, que, pela frouxa legislação penal brasileira, se materializarão em módicos dois anos dentro da cela.
Fábio Coutinho e Marília Muricy, membros da Comissão de Ética da Presidência da República, foram afastados do colegiado pela presidente da República. Defendiam que o ministro Fernando Pimentel fosse, ao menos, advertido por escrito por conta das acusações que lhe pesam sobre os ombros – consultorias suspeitas e carona em jatinho de empresário. O presidente da Comissão Sepúlveda Pertence pediu o boné em solidariedade aos dois colegas demitidos. Depois de desfigurada, a Comissão, de forma constrangedora, fez os gostos do Planalto e absolveu Pimentel. Com a palavra a governanta Dilma Rousseff, que não para de demonstrar seu apreço por faxinas moralizadoras.
Andam num momento péssimo as relações entre o Palácio do Planalto e o governador de Pernambuco Eduardo Campos. Afinal, é muito dente desejando morder o mesmo filé num cenário em que ninguém costuma largar nem o osso.
A política de “farinha do mesmo saco” segue firme. Paulo Maluf já mandou avisar ao governador tucano Geraldo Alckmin que seu compromisso com o PT acabou no domingo. E que está pronto para honrar (?) o compromisso assumido com o PSDB, em São Paulo, para a campanha de 2014.
O candidato republicano Mitt Romney afirmou, num dos debates, que pretende cortar subsídios para a TV pública americana. Foi a senha para que a sociedade respondesse, transformando em fantasia campeã do halloween a roupa do personagem Garibaldo, da velha e querida série Vila Sésamo – exibida pela tevê que Romney ameaça asfixiar.
O Brasil é mesmo o país da piada pronta. Eis que a Heineken promoveu uma festa no Morro da Urca, no Rio, e, no meio do embalo, acabou exatamente a cerveja!

Valério já pegou 40. Agora, só falta pegar Ali Babá.

Zé Prativaicom ares sherlockianos.

alarido
Toda prisão é construída com dinheiro roubado.”
(Millôr Fernandes, gênio da raça)

“Dirceu quer convencer alguém de que será preso político sob um governo petista?”
(Lauro Jardim, jornalista)

“O ex-ministro José Dirceu vai se declarar ‘prisioneiro político’ vítima de tribunal de exceção. Mas isso só existe em Cuba e Coreia do Norte.”
(Cláudio Humberto, jornalista)

“O malandro anda assim de viés [...] O malandro é o barão da ralé.”
(Francisco Buarque de Holanda, em A volta do malandro)

“Não foi um mero resultado de 6 a 4 pela condenação dos réus nem só a confirmação de que uma quadrilha tomou de assalto o aparelho de Estado atuando por dois anos e meio sob as vistas do então presidente Luiz Inácio da Silva.”
(Dora Kramer, jornalista)

“Celso de Mello, porém, foi ao ponto que ainda não havia sido esmiuçado ao dizer que urna não é lavanderia de ilícitos, voto não é indulto e eleição não torna ninguém imune às exigências do devido processo legal.”
(Idem)

“No ‘parágrafo único’ do artigo 231 do estatuto do PT lê-se o seguinte: “A pena de expulsão implica o imediato cancelamento da filiação partidária, com efeitos na Justiça Eleitoral”. O STF como que condenou o partido a se definir. Terá de dizer se o estatuto é para valer ou apenas um amontoado de regras fictícias e não contabilizadas.”
(Josias de Souza, jornalista, colocando o dedo numa inflamadíssima ferida do petismo)

“O estatuto não serve para nada.”
(Anthony Garotinho, deputado)

“Esse lulismo traz dentro de si tudo aquilo que a civilização brasileira quer transformar em página virada. O projeto caudilhesco de Lula usa o aparelhamento do Estado, a demagogia populista e não contempla uma transformação virtuosa da sociedade brasileira. Fernando Haddad é uma peça desse projeto. Projeto que tem como único arcabouço ‘ideológico’ o poder pelo poder, a qualquer preço, e com as alianças com aquilo de pior que existe na política brasileira. E a lista é grande: são Malufes, Sarneys, Barbalhos, Calheiros, Collors e Valdemares Costa Neto. Está nos autos.”
(Marcelo Madureira, humorista do Casseta)

“Há uma diferença entre Hitler e Stalin que precisa ser devidamente registrada. Ambos fuzilavam seus inimigos, mas Stalin lia os livros antes de fuzilá-los.”
(Fernando Haddad, o poste que virou prefeito de São Paulo)

“ACM Neto, enfim, cumpriu sua promessa e deu uma surra em Lula.”
(De um amigo da coluna, falando a respeito da derrota imposta por ACM Neto a Lula da Silva em Salvador)

“Bandido, corrupto, ladrão e traidor.”
(Adjetivos destinados a Ricardo Ilações Lewandowski, reconhecido por eleitores na saída da escola em que votou, no bairro do Campo Belo, em São Paulo)

“Arrastão só tenho visto nos restaurantes de São Paulo.”
(Eike Batista, empresário, respondendo a pergunta gaiata de repórter do programa CQC, da Band, a respeito do assunto)

“É chocante ser conhecida pelo meu rabo.”
(Pippa Middleton, irmã da futura rainha da Inglaterra Kate Middleton, em declaração nada aristocrática publicada como manchete de capa do jornal português Diário de Notícias)
moleskine
Aqui e acolá a indústria cultural oferece produtos especiais. O filme Um conto chinês é um desses, que a gente compra e guarda em casa para ser visto e revisto com o passar do tempo. Haverá sempre algo novo a ser percebido, um detalhe que escapou ou que pode merecer novas leituras. Um filme delicadíssimo, precioso, construído pelas atuações monumentais de Ricardo Darin (um ator que vai tornando redundante a excepcionalidade) e Huang Sheng Huang.

Vida de blogueiro

Desfile

Uma bicha estava passando em frente a uma igreja católica e, como nunca tinha ido a uma, resolve entrar e se sentando no último lugar. 
Ficou admirada ao ver o padre balançando o turíbulo, enquanto andava do púlpito até o fundo da igreja, vindo em sua direção. 
Quando o padre chegou bem perto, a bicha diz:
- Querida, seu desfile foi ótimo, mas a sua bolsinha está pegando fogo!

História

Foto