quinta-feira, 30 de junho de 2016

Nelhão recebe apoio de Temer

Nelhão ficou feliz da vida ao saber do apoio do
presidente em exercício à sua candidatura
O presidente Michel Temer deu entrevista recentemente, e falou sobre o pré-candidato a prefeito de Natal Nelhão Benévolo:
- Ninguém reúne as condições que ele desfruta para disputar a prefeitura - disse o presidente em exercício em entrevista exclusiva concedida à TV Bar de Ferreirinha.
Em cerca de uma hora de perguntas e respostas, avaliou a gestão de Carlos Eduardo, falou sobre o governo de Robinson Faria, do PT e, principalmente, comentou o momento político estadual e sobre quem serão os candidatos a prefeitura de Natal. 
- Para mim, o candidato melhor preparado é Nelhão Benévolo. Conhece os problemas de Natal, tem livre trânsito na Câmara Municipal, já percorreu todos os bairros e é querido pelas lideranças comunitárias. Será um dos melhores prefeitos da futura safra de novos administradores - reiterou.
Temer não negou que já está 'fechado' com o PBF, mas disse que o seu candidato é Nelhão e que o seu partido apoia-lo-á.

Senha

Liz Christine


Será que um dia
encontro alguém
que ame poesia
e vá além
odeie hipocrisia
será que eu acho
quem adore se divertir
quem goste de sair
mas... diacho!
não encontrei
ainda
apenas sonhei
com alguém
que vai me completar
além
de me fazer gozar
alguém que tenha
a minha senha
a chave perdida
em algum lugar
da minha vida.

É o amor

É o amor...


Santo remédio

REPORTAGEM DE UMA REVISTA JAPONESA INFORMA QUE O CHÁ DE BOSTA DE GALINHA CAIPIRA, O CAIPIRACHÁ, EM 11 DOSES DIÁRIAS DURANTE 15 DIAS, RESOLVE PROBLEMAS PSICOLÓGICOS E FÍSICOS, TAIS COMO:

- DEPRESSÃO
- STRESS
- FADIGA
- TRISTEZA PROFUNDA
- PEDRA NOS RINS
- DESÂNIMO

- LISEU
- PAUMOLISMO
- ESPINHELA CAÍDA
- FURÚNCULO
- CURUBA E
- ESQUIZOFRENIA


Consolo


Estou com muita pena dos colegas que estão presos  injustamente.
Sacanearam com eles. 
Acho que eles merecem uma palavra de consolo: 
relaxa e goza.

Piadinha cu de galinha

Um milionário dava uma festa na sua mansão e a certa altura, ele começou a reparar que um jovem convidado lhe lembrava muito alguém.
Depois de muito pensar, finalmente um dos seus filhos passou perto do convidado e o homem percebeu que os dois eram extremamente parecidos.
Pensando não ser possível tal semelhança sem que houvesse um laço de sangue, o ricaço vai falar com o convidado e pergunta:
- Diga-me uma coisa, moço. Por acaso, sua mãe já foi empregada nesta casa?
- Não senhor, minha mãe não. Mas meu pai foi jardineiro aqui por mais de 10 anos. O senhor pode não se lembrar dele porque viajava muito!

Pai e filho

De pai pra filho...


Dentadas

A MAIOR ILUSÃO DE UM SER HUMANO É ACREDITAR QUE ELE É O QUE PENSA SER.
CACO DENTÃO

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Confiança é tudo

Alguns professores de uma faculdade de engenharia foram convidados a entrar em um avião. 
Após todos se acomodarem confortavelmente, eles foram informados de que o avião havia sido construído por seus alunos. 
Todos eles se levantaram e correram desesperadamente para fora do avião, quase em pânico.
Somente um professor permaneceu sereno e sentado em seu lugar. 
Quando lhe perguntaram o motivo de tanta calma, ele explicou: 
- Sei da capacidade dos meus alunos. Se foram eles que construíram, tenho total confiança e absoluta certeza de que essa merda não vai nem dar a partida...

Parceria

Cadê o nosso algodão?

Otávio e Ciduca Barros, transportando algodão para Cataguases-MG

Ciduca Barros

Recentemente, assisti a um programa sobre assuntos rurais, em uma rede de televisão nacional. Tratava-se de uma vasta reportagem, cheia de ufanismo, sobre o cultivo do algodão em fazendas situadas em alguns municípios dos estados do Centro-Oeste e da Bahia.
Aquela reportagem ativou a minha tristeza e aflorou em mim as lembranças de um seridoense magoado e desanimado com o descaso com que nossos governantes trataram o problema do algodão (arbóreo e herbáceo) que, no passado, vicejava em vários municípios do estado do Rio Grande do Norte, inclusive nos sertões do Seridó. 
Relembro aqui o nosso Algodão Mocó, cultivado no Seridó, que era nosso orgulho maior diante de sua fama de ser o melhor algodão do mundo por ter a fibra longa. 
E com esta triste lembrança do passado, também bateu no meu velho coração uma revolta em saber que a lavoura que foi, durante décadas, a redenção econômica da região do Seridó, foi dizimada por uma praga sem que nossos próceres políticos (que sempre foram a nossa praga-mor), do alto da sua pasmaceira, tomassem quaisquer medidas efetivas para encontrar um inseticida capaz de debelar o que foi chamado na época de “praga do bicudo”. 
Pelo contrário, ficaram de braços cruzados. Qual lavoura não está sujeita às suas pragas específicas? Pragas que, legalmente, cabe aos governos, através dos seus órgãos competentes, manter sob controle (para não dizer erradicá-las). 
Algodão, o ouro branco do Seridó (quando exisitia)
Chego a me perguntar a quem interessava a extinção do nosso algodão, bem como o desmantelamento do parque industrial que funcionava em função do seu beneficiamento, deixando milhares de agricultores sem renda e centenas de operários sem empregos. 
A todo instante, nós vemos e ouvimos os mesmos chefes políticos relapsos (e alguns deles com sérias suspeitas de desonestidade), nos seus discursos vazios com objetivos eleitoreiros, encherem a boca de “emprego e renda” e “agregar valores”. 
E por que uma cultura que criava “emprego e renda” e “agregava valores” com o volume de impostos que gerava foi dizimada com o beneplácito daqueles senhores? 
Por que a lavoura do algodão noutras regiões do Brasil foi replantada e aqueles senhores nunca brigaram para reativá-la no Rio Grande do Norte, donde ela foi displicentemente alijada?
Não venham me dizer que, atualmente, por uma questão de dificuldades de mão de obra e objetivando produtividade, toda lavoura terá que ser mecanizada e que, geograficamente, o nosso estado (nele incluído o nosso Seridó) é inviável por ter uma topografia acidentada. Balela! Mentira! Nós também temos terras planas e, consequentemente, mecanizáveis. 
Carga de algodão embarcada em Parelhas
Dizem também que os tecidos sintéticos atropelaram e tornaram inviável a cultura do algodão. Outra balela. Em consequência de novas cultivares, o algodão está sendo plantado e colhido com tanta rapidez que, por sua precocidade, seus custos estão baixos e concorrendo com os sintéticos sem perda de qualidade. 
E por que essas novas cultivares não chegaram até nossas terras? 
E por que o Governo do Estado do RN, que também tem uma Secretaria de Agricultura inoperante, não saiu da sua indolência e fez gestões para que esse novo tipo de algodão também fosse plantado aqui? 
Descaso? 
Incompetência? 
Falta de vontade política? 
Há poucos dias, fui comprar uma roupa e o vendedor que me atendia, no afã de me agradar, não parava de exaltar uma determinada camisa e, a todo instante, repetia:
– Esta aqui foi confeccionada com algodão egípcio! 
Porra! Algodão do distante Egito? Com todo o meu respeito àquele milenar país, mas não seria tão bom se aquele vendedor estivesse me dizendo:
– Este produto é de ótima qualidade. Foi confeccionado com algodão do Seridó!


Escritor, funcionário aposentado do Banco do Brasil e colaborador do Bar de Ferreirinha.

Baú do Bar de Ferreirinha


Lacordaire, José Dias, José Tipi, Inácio Bezerra e Xexéu
Esta foto é uma relíquia do antigo Bar de Xexéu, em Caicó, que funcionou numa das esquinas do Mercado Público na Avenida Coronel Martiniano.
Amigos se confraternizam com o dono do bar, Xexéu, à direita, que nunca dispensava uma gelada, mesmo estando trabalhando.
E quando a farra era boa mesmo, ele deixava o bar sob os cuidados dos clientes e desaparecia pelos becos e bares da cidade.
A foto acima foi feita em 14/07/1968, há exatos 48 anos, e mostra os amigos Lacordaire, José Dias, José Tipi, Inácio Bezerra e Xexéu.
Os Interplanetários, como Zé Dias gostava de chamar os amigos. 

Leve tudo

RYFFS estimula interese das crianças pela música

Aula Inaugural
A RYFFS Corporation, através do Departamento de Educação e Cultura, realizou na noite de ontem, a aula inaugural do curso de música, que será ministrado pelo maestro Dedé Pilaro, e contou com a participação dos 60 alunos participantes, pais, e demais funcionários da empresa. O evento contou ainda com a apresentação do cantor João Damásio.Os 60 alunos selecionados terão aulas teóricas e práticas, toda terça–feira, das 19h00 às 21h00. O curso não tem duração, pois será realizado de forma contínua durante todo o ano.
"A cidade de Caicó possui muitos talentos na área da música. Poder proporcionar o estímulo ao conhecimento e a prática musical à nossas crianças é algo gratificante para a RYFFS", afirmou Caco Dentão coordenador do projeto.


No consultório

UMA MULHER ENTRA NO CONSULTÓRIO DO SEU MÉDICO E DIZ:

- BOA TARDE, O SENHOR TEM ALGO CONTRA A TOSSE?

O MÉDICO RESPONDE: 

- NÃO, PODE TOSSIR À VONTADE.

Guias de turismo lutam por valorização da categoria

Di Barreira apoia valorização dos guias
O empresário Bibica Di Barreira, pré-candidato a prefeito de Caicó pelo PBF, recebeu na tarde de ontem uma comissão de guias de turismo para discutir melhorias para a categoria. 
Reunião foi realizada no salão de eventos da RYFFS Corporation, no bairro Acampamento.
Na reunião, os guias apresentaram ao empresário as dificuldades em impedir que pessoas não habilitadas desempenhem o papel desses profissionais.
“Quando o turista visita a nossa cidade e é recebido por um profissional preparado para promover o turismo, a satisfação é muito maior. Por isso, acredito que promovendo a profissionalização da atividade turística, nós promovemos também o fortalecimento do turismo na nossa cidade, no nosso Estado e no nosso País”, afirmou Di Barreira.
A reunião contou com a presença de integrantes do Sindicato dos Guias de Turismo do Brasil.

Mulher ideal



Dentadas

NAMORAR COM MULHER QUE MORA LONGE É IGUAL A ORELHA DE BOI: VOCÊ ESTÁ MUITO PERTO DO CHIFRE E BEM LONGE DO RABO.
CACO DENTÃO

Ouve, meu anjo

Antonio Botto

Ouve, meu anjo:
Se eu beijasse a tua pele?
Se eu beijasse a tua boca
Onde a saliva é mel?

Tentou, severo, afastar-se
Num sorriso desdenhoso;
Mas aí!,
A carne do assasssino
É como a do virtuoso.

Numa atitude elegante,
Misterioso, gentil,
Deu-me o seu corpo doirado
Que eu beijei quase febril.

Na vidraça da janela,
A chuva, leve, tinia...

Ele apertou-me cerrando
Os olhos para sonhar -
E eu lentamente morria
Como um perfume no ar! 

terça-feira, 28 de junho de 2016

Febre adia show de Roberto Carlos em Timbaúba dos Batistas

 

O cantor Roberto Carlos, que faz temporada de apresentações no interior do Rio Grande do Norte, transferiu para o próximo dia 13 de julho, às 21h, o show que ele faria domingo passado em Timbaúba dos Batistas. 
Ele acordou com febre e gripe, e concluiu que não havia condições de se apresentar. 
Os ingressos já adquiridos poderão ser utilizados na nova data.
Quem quiser, poderá ser reembolsado pelo site TimbaShow e na bilheteria do Centro Cultural do Jegue a partir de hoje.
A temporada de Roberto Carlos no Rio Grande do Norte vai até o fim deste mês. 
Apresentações extras foram agendadas em Ipueira, Lajinhas, Distrito da Palma, São Fernando, Jardim de Piranhas, Serra Negra do Norte, São João do Sabugi e Cruzeta e devido à alta procura do público. 
O show é composto por sucessos como 'Como é Grande o Meu Amor Por Você', 'Detalhes' e 'Emoções'.

Os alunos e os professores

Ivar Hartmann

Há alguns anos me mandaram, a toque de caixa, assumir a direção de uma escola estadual onde os níveis de anarquia – em um crescendo – não eram levados na devida conta, até o dia em que alguns alunos, na frente do educandário, viraram o jipe que era veículo do diretor. Seguramente a SEC não sabia que eu tinha pouco mais do que a idade dos alunos que ia dirigir e sem nenhuma experiência. Surpresa para mim, surpresa e preocupação para toda pequena cidade que tinha um de seus núcleos mais importantes nesta escola secundária. Professores, funcionários, pais e alunos, direta ou indiretamente, compunham a maioria da população. O que não sabiam é que em meus tempos de aluno das melhores escolas de Porto Alegre, ficara conhecido por fazer molecagens, destas de ser suspenso das aulas, ter os pais chamados amiúde e ter notas condizentes com a postura. No entanto, neste comportamento errado, aprendi algo que foi fundamental: as desordens que eu promovia com outros  colegas, tinha uma nítida divisão. Os professores considerados antipáticos, aqueles que davam aulas com conteúdo e exigiam disciplina, eram respeitados. Os bonzinhos,  de pouco saber, que ensinavam mal, e não ligavam muito o comportamento de seus discípulos, estes penavam.
Assim, transformar a escola em Escola, onde os bons alunos e professores que eram maioria ansiavam por uma reviravolta, foi rápido. E os maus alunos e professores enquadraram-se no desejo desta maioria. Escrevo porque vi na TV uma cena grotesca, chocante, mas digna deste país onde os insubordinados ditam as regras para diretores, professores e funcionários submissos. Um professor de matemática escrevia uma fórmula no quadro verde tendo um aluno revoltoso ao lado. Quanto terminou de escrever a equação, o aluno começou a apagar o que o mestre tinha escrito. Escola é como quartel de qualquer país do mundo. Que soldado teria coragem de apagar o que o tenente escreve? Estas greves de professores cujos dias letivos jamais serão recuperados, estas escolas onde os alunos invadem e fecham-nas impunemente, é demonstração, não de intrepidez, mas de estultice. Minorias dominam professores e alunos que aceitam o jugo esquecendo o mais importante: nas escolas se forma o cidadão. Aprende-se o saber. Educa-se a mente. Qualificam-se os futuros ocupantes de todos os postos de trabalho da Nação. Então, como fica o futuro?

ivarhartmann@hotmail.com

Piração



Bibica participa de seminário sobre parques tecnológicos em Caicó

O empresário Bibica Di Barreira, pré-candidato a prefeito de Caicó, participa amanhã do 39º Seminário Motores do Desenvolvimento do Rio Grande do Norte (MDRN), que será realizado no auditório da RYFFS, em Caicó (RN). 
O tema do seminário é “UTB e os parques tecnológicos, inovação para o desenvolvimento”.
Di Barreira falará sobre os parques tecnológicos e seu impacto para o desenvolvimento econômico e social.
Além de Bibica, participam do seminário o diretor-presidente do Parque Tecnológico de Ipueira Toinho de Aníbal, Caco Dentão, e o cientista José Almino Filho. 
O governador do estado, Robinson Faria, e o presidente do jornal Tribuna do Norte, Henrique Eduardo Alves, deverão falar sobre as perspectivas para o Rio Grande do Norte e discutir a viabilidade desses espaços e os benefícios para a economia local.

Amigo da onça



Dentadas

A VANTAGEM DE TER A MEMÓRIA FULEIRA É CURTIR CENTENAS DE VEZES O MESMO PAPO FURADO COMO SE FOSSE A PRIMEIRA VEZ.
CACO DENTÃO

Governo lança novo programa social

image


Confissão

Leila Míccolis

Dizem que o amor é cego,
não nego,
por isso te abro os olhos:
não tenho bens nem alqueires,
eu não sou flor que se cheire,
nem tão boa cozinheira,
(bem capaz que ainda me piches
por só comer sanduíches),
minha poesia é fuleira,
tenho idéias de jerico,
um cio meio impudico
como as cadelas e as gatas,
às vezes me torno chata
por me opor ao que contemplo,
sei que sou péssimo exemplo,
por pouca coisa me grilo,
talvez por mim percas quilos,
eu não sei se valho a pena,
iguais a mim, há centenas,
desejo te ser sincera.
Mas no fundo o amor espera
que grudes qual carrapicho:
são tão grandes meu rabicho
e minha paixão por ti,
que não estão no gibi...
Ao te ver, viro pamonha,
sem ação, e sem vergonha
o meu ser inteiro goza.
Por isso, pra encurtar prosa,
do teu corpo, cada poro
eu adoro adoro adoro... 

Quando você vai cagar e esquece de levar o celular



Cientista da UTB identifica possível oceano em Plutão

8dep0nvs0myu99netuhn7m4h6A sonda espacial não tripulada NYWT, da Universidade de Timbauba dos Batistas (UTB), tem transmitido informações surpreendentes sobre Plutão. As fotos mais recentes, tiradas de perto, revelaram características bizarras, inexistentes em qualquer outro planeta do nosso sistema solar, incluindo montanhas com textura de escamas de dragão, que a Agência Espacial descreve como áreas “grosseiramente escavadas” pelo gelo de nitrogênio.Uma nova pesquisa sugere ainda que Plutão pode ocultar um oceano subterrâneo. “Graças aos dados incríveis da NYWT, podemos observar as características tectônicas na superfície de Plutão e atualizar nosso modelo de evolução térmica com os novos dados,” disse José Almino Filho, diretor do departamento espacial da UTB.A sonda NYWT foi lançada em 2006 com o objetivo de estudar o planeta anão e os extremos do sistema solar. O cientista José Almino não tinha muita expectativa sobre o planeta – por ser muito pequeno, remoto e tectonicamente inativo para ter características interessantes. Os resultados apresentados pela nave, porém, foram surpreendentes.As imagens indicam que uma das características únicas de Plutão são as gargantas que se estendem por centenas de quilômetros, formadas devido à expansão da crosta do planeta.