domingo, 31 de julho de 2016

Rifa de Sant'Ana não saiu para o 'Caba do Alegre'

Padre Vanderli foi o feliz ganhador da Rifa de Sant'Ana
A RYFFS Corporation realizou ontem o sorteio da Rifa de Sant'Ana e, ao contrário do que muita gente previa, o prêmio maior não saiu para o 'Caba do Alegre', apostador anônimo que invariavelmente ganhava os prêmios da RYFFS na Festa de Sant'Ana.
O sorteio arrecadou quase 87 milhões de reais em apostas, deixando a cúpula da RYFFS Corporation bastante satisfeita com o resultado.
"O nosso sorteio foi auditado pela Price e CEF, para evitar algumas malecidências. E o resultado comprova a lisura do evento", comemorou o empresário Bibica Di Barreira, presidente do Conselho Administrativo da corporação.
Nos sorteios anteriores, o tal 'Caba do Alegre' nunca permitiu ser fotografado nem tampouco a divulgação do seu nome.
Por causa das restrições, críticos e concorrentes da RYFFS levantaram suspeitas sobre a honestidade das edições anteriores da Rifa de Sant'Ana.
"Esta edição da Rifa de Sant'Ana enterra qualquer suspeita", disse Di Barreira, acrescentando que parte da arrecadação será destinada às obras da paróquia.
O feliz ganhador do prêmio máximo, Vanderli da Coorperativa, ex-coroinha e também conhecido como 'O Padre' achou que era pegadinha quando o pessoal da RYFFS ligou, comunicando o resultado.
"Pensei que fosse trote, porque o 'Caba do Alegre' sempre ganhava as rifas. Vou usufruir da premiação, fazendo um passeio com a família pela África, para conhecer as nossas raízes e, possivelmente, ao Vaticano para ver o Papa", disse Vanderli, entrevistado ontem pelo Jornal Nacional.
O próximo grande sorteio da RYFFS será a Rifa da Virada, em dezembro, evento que mobiliza o país inteiro e que deve pagar cerca de R$ 250 milhões de prêmio este ano.

A mais antiga profissão do mundo


Ciduca Barros

No nosso tempo, ou seja, no tempo da implacável CIC (Codificação de Instruções Circulares), que também disciplinava a vida funcional do servidor, o Banco do Brasil era mais duro do que beira de sino com o seu funcionalismo. Naquele livrinho estavam claramente estipuladas as normas de comportamento do pessoal, dentro e fora do Banco. Quem serviu no Exército Brasileiro pode comparar a CIC do Banco do Brasil ao RDE (Regimento Disciplinar do Exército). Aliás, o Banco do Brasil de antigamente lembrava muito as Forças Armadas, até mesmo quanto à ordem e subordinação dos poderes, adotando uma “hierarquia militar”. 
O funcionário que emitisse um cheque sem os devidos fundos poderia perder o seu emprego. Era mais ou menos assim que estava exarado no “livrinho” funcional: “a emissão de cheques por funcionários do Banco, sem o saldo necessário para o seu pagamento, poderá redundar em sérias sanções disciplinares, inclusive demissão”.  
Numa determinada dependência do Banco, trabalhava um colega reconhecidamente “desmantelado”. Certo dia ele saiu com uma garota de programa e pagou com um cheque. No dia seguinte, aquela sensual figura feminina foi à agência sacar o resultado do seu trabalho horizontal. E então? A conta do colega não tinha um único centavo. 
– E agora? O que eu faço? Com quem eu devo falar? – foram as indagações apreensivas da profissional do sexo.
– Dirija-se ao subgerente – foi a orientação que o caixa lhe forneceu.
O subgerente da agência era um sujeito competente, mas muito meticuloso e prolixo. Ele ouviu a queixa da moça, e ela emanando sexualidade, não precisava nem dizer a sua profissão. Daí, o segundo gestor começou um questionário verbal para abrir o competente processo funcional. 
– Qual é a origem deste cheque, senhora?
– O que é origem? – foi a resposta dela com outra pergunta.
– Eu gostaria de saber qual foi a mercadoria que a senhora vendeu ao nosso funcionário?
 – Eu não vendi nada não! Eu dei.
– Deu? E como ele a remunerou?  
Mesmo assim, o ingênuo subgerente resolveu reformular a pergunta: 
– A senhora prestou algum serviço para o nosso funcionário?
– Prestou? O que diabo é prestou? 
– A senhora fez algum serviço para ele? 
– Fiz! – foi a sua lacônica resposta. 
– Que tipo de serviço a senhora fez? Em que consistiu esse serviço?
– Deitada! – outra resposta concisa, mas verdadeira.
O inocente subgerente, mesmo ouvindo as respostas óbvias, vendo aquele insinuante decote, o curtíssimo vestido e a pesada maquilagem, ainda não tinha “sacado” o ofício sexual da jovem e resolveu indagar:
– De que você vive? Como você paga as suas contas?
A mulher que já estava cheia daquele questionário, pois o que ela queria mesmo era receber os seus suados proventos, resolveu ir mais  direto ao assunto e respondeu:
– Dando!

Escritor, funcionário aposentado do Banco do Brasil e colaborador do Bar de Ferreirinha.

Gatas no comando



Mesmo com a crise, lucro da RYFFS em 2016 é bilionário


img_que_es_el_superavit_22986_300A RYFFS Corporation divulgou projeção de superávit (exportações maiores que importações) de US$ 46,9 bilhões até agora em 2016. Em 2015, a empresa encerrou superavitária em US$ 19,6 bilhões. O resultado foi o melhor desde 2011, quando foi registrado saldo positivo de US$ 29,7 bilhões.Apesar da expectativa de ampliação do superávit, o diretor financeiro da empresa Caco Dentão prevê que as exportações rendam menos este ano do que em 2015. As vendas externas devem atingir US$ 187,5 bilhões, caindo 1,9% ante os US$ 191,1 do ano passado.


Noiva sincera



Piadinha cu de vaca

Rita mulher de Joaquim sofria de hemorroidas.  
Vindo do consultório médico, com uma latinha na mão e diz:
- Querido, graças a Deus não vai ser preciso operação.
O médico me fez uma massagem e pediu para que ensinasse
a você fazê-la da mesma maneira como ele fez!
- Pois não amor!
Rita tira o vestido e a calcinha,fica de quatro, e diz:
- Mete o dedo na pomada!
- Agora, coloque as duas mãos nos meus ombros.
- Vai, Joaquim, começa a massagem!
- Como Rita?Minhas duas mãos estão sobre teus ombros
como posso fazer a massagem?
Rita puta da vida, comentou:
- Médico filho da puta! Ele fez a massagem com que?

Sonho de criança



Atração da Lua e do Sol causa seca no Seridó

sol-lua

Cientistas do Serviço Geológico da Universidade de Timbaúba dos Batistas (UTB) determinaram que a atração gravitacional da Lua e do Sol podem causar seca com frequência na Falha de Santo Antonio, o que permite prever grandes períodos sem chuvas. A Falha de Santo Antonio, que se estende ao longo de quase 100 quilômetros pela região do Seridó, é uma formação geológica entre duas placas tectônicas. Ela acumula a tensão criada pelo movimento dessas placas ao longo do tempo e, eventualmente, provoca atrito. A última vez que isso aconteceu foi em 1958, provocando no Seridó, uma tremenda seca.
Para os pesquisadores do estudo esse fenômeno parece ser desencadeado pela gravitação, que “comprime e estica” a crosta da Terra na região do Seridó. Como foi observado por José Almino Filho, um dos autores do estudo, as secas são mais intensas no Seridó durante a Lua Crescente: “Quando a Lua está ‘puxando’ na mesma direção em que a falha está deslizando, isso faz com que a falha deslize mais rápido”.


Sensibilidade



Conheço o sal...

Jorge Sena

Conheço o sal da tua pele seca
Depois que o estio se volveu inverno
De carne repousada em suor noturno.

Conheço o sal do leite que bebemos
Quando das bocas se estreitavam lábios
E o coração no sexo palpitava.

Conheço o sal dos teus cabelos negros
Os louros ou cinzentos que se enrolam
Neste dormir de brilhos azulados.

Conheço o sal que resta em minhas mãos
Como nas praias o perfume fica
Quando a maré desceu e se retrai.

Conheço o sal da tua boca, o sal
Da tua língua, o sal de teus mamilos,
E o da cintura se encurvando de ancas.

A todo o sal conheço que é só teu,
Ou é de mim em ti, ou é de ti em mim,
Um cristalino pó de amantes enlaçados.

sábado, 30 de julho de 2016

Informação que vai diminuir a taxa de desemprego no Brasil

CAROLINA DIECKMANN DIZ QUE TEM VONTADE DE RASPAR A CABEÇA DE NOVO:"SONHO COM ISSO".
              

A Pedra da Cruz atrai multidão ao Bar da Noiva

Empresário, presidente do PBF e pré-candidato a prefeito de Caicó,
Bibica Di Barreira prestigiou o lançamento do livro de Janduhi ontem
A curiosidade sobre a influência judáica na formação do povo do Seridó levou centenas de pessoas ontem ao Bar da Noiva, em Caicó, local escolhido pelo advogado e escritor Janduhi Medeiros para lançar o seu mais recente livro A Pedra da Cruz.
Curiosidade bastante heterogênea, diga-se: empresários, políticos, profissionais liberais, jornalistas, bancários, maçons, religosos e estudantes engrossaram a fila para adquirir um exemplar do livro, vendido a R$ 30,00.
"Fiquei muito satisfeito com a receptividade", disse Janduhi, sorriso de orelha a orelha, ao comentar o sucesso do lançamento do livro ontem.
Hoje, para os retardatários, o autor estará fazendo a segunda rodada de autógrafos, no mesmo local.
A Pedra da Cruz é o resultado de cinco anos de pesquisas empreendidas pelo autor, na busca de explicações para muitos costumes do povo do Seridó, povoado por cristãos novos vindos da Europa.
O historiador caicoense Muirakytan Kennedy de Macêdo, professor da UFRN e pesquisador do tema, disse, na apresentação do livro, que “sem cerimônias, Janduhi Medeiros passa do mito à História, acolhe as narrativas imemoriais que povoam os ventos da imaginação e as tece junto com os relatos dos historiadores. Sem cerimônias o próprio autor hibrida em seu nome os janduís, indígenas tapuias, e os Medeiros, de história genealógica aspergida de hálito marrano e português. Portanto, este livro é um diálogo constante de saberes que se encontravam por vezes cindidos e excludentes”. 
Janduhi, que também é poeta, resume o seu trabalho como um livro de ficção baseado em fatos reais e, usando a licença poética, apresenta o resultado de sua pesquisa apoiado na conversa entre os personagens Cirilo Bezerra, Samir de Gabriel e Daniel Constantino.
Natural de Ouro Branco, Janduhi foi criado em Caicó e assume sua devoção a Sant'Ana, a padroeira da cidade e da Diocese, motivo forte o suficiente para que o lançamento do livro fosse feito na Capital do Seridó, que festeja a padroeira até amanhã. 
A Pedra da Cruz é o seu primeiro livro romaneceado.
Antes, ele publicou os livros de poesia Calçada de Bodega (2013), Mensageiro das Oiticicas (2007) e Canaviais e Outros Poemas (2003).
Abaixo, outras fotos do lançamento ontem:
 
 

Bibica fecha com 29 partidos



O pré-candidato a prefeito de Caicó, empresário Bibica Di Barreira, está recebendo o apoio de 29 partidos políticos que vão se engajar no seu projeto.
Na tarde de ontem, o empresário confirmou a aliança com 232 pré-candidatos a vereador de 29 partidos.
“Outros partidos já fecharam conosco. Amanhã anunciaremos as novas parcerias”, diz Di Barreira.


Novo trabalho de Tarico fez muito sucesso na Festa de Santana

  •        Tarico Linhares transforma simples pedras redondinhas em obras sensacionais.







Ensinando a cagar





pos


O vaso sanitário foi projetado de maneira correta, porem nós o usamos de forma errada! “Sentando nele como em uma cadeira”. O correto seria, levantar a perna de maneira que ela fique na altura dos braços. Ou seja, é como a gente senta no chão cruzando os braços.
Mas na pratica, essa posição fica bem ruim de ser realizada. Seria necessário muito equilíbrio e um certo tempo apenas para preparar a posição. E numa hora de emergência, não seria nada viável.
Sendo assim, a melhor maneira de você pelo menos facilitar a passagem da merda, seria aumentando ao menos um pouco a altura das pernas, com a ajuda de algo mais alto, um balde por exemplo. Ficaria assim:

post

postPronto, agora você já sabe como cagar! Boa cagada. 



Azar do caralho



Moleque sincero

A PROFESSORA PERGUNTA:
-QUAL DIA DA SEMANA VOCÊ MAIS GOSTA DA ESCOLA,SIMÃO?
-DOMINGO!
-POR QUÊ?
-PORQUE ELA TÁ FECHADA!

Maturidade



Ex-presidente de Barril diz que pinguim na geladeira não é motivo para incrimina-lo na lava seco

geladeira
O jornalista Gyro Gearloose, correspondente do blog em Barril, conseguiu uma entrevista exclusiva com o ex-presidente daquele país, o Sr Molusco, que segundo a Polícia ele e sua mulher teriam orientado obra em cozinha no sítio de Ataliba, interior do estado de San Paul. Laudos sobre o sítio em Ataliba foram anexados em inquérito da Lava Seco. No documento consta que na reforma da cozinha a mulher de Molusco teria exigido que se colocasse um pinguim sobre a geladeira. Molusco nega veementemente. Leia a entrevista na íntegra:
1 – Gyro Gearloose – É verdade que a esposa do Sr exigiu que fosse colocado um pinguim sobre a geladeira na reforma da cozinha do sítio de Ataliba, que dizem que é do casal?
Molusco – Isso não tem o menor fundamento. Primeiro não gostamos de aves – o pinguim é uma ave da família Spheniscidae, não voadora -, como tucanos e pinguins. Como iríamos então colocar um pinguim sobre a geladeira. Segundo, o sítio de Ataliba, como alguns insistem em dizer, não é nosso. É de amigos.
2 – Gyro Gearloose – Mas além do pinguim sobre a geladeira, a Polícia alega que na reforma da cozinha a esposa do Sr pediu para substituir o gelagua por uma quartinha, daquelas usadas no sertão do Nordeste brasileiro.
Molusco – Outra mentira. Lá em casa só bebemos água mineral Perrier, a legítima água mineral francesa.
3 – Gyro Gearloose – Presidente Molusco, a Polícia apura também se a reforma da cozinha foi paga por empreiteiros investigados na Operação Lava Seco e se houve favorecimento ilegal ao Sr.
Molusco – Estão querendo encontrar chifre em cabeça de pinguim, ô, de cavalo. Não existe isso. É apenas intriga do juiz Décio Moco. Ele quer me pegar de todo jeito e agora inventou essa história da reforma da cozinha com pinguim sobre a geladeira e quartinha de água.
4 – Gyro Gearloose – Mas insisto, presidente. A Polícia diz que a reforma custou R$ 250 mil, e que só o pinguim, importado da Antártica teria saído pela bagatela de R$ 50 mil.
Molusco – Absurdo isso. O sítio não é nosso, insisto. E a reforma da cozinha certamente foi para fazer a produção daquele programa que tem um papagaio, daquela TV brasileira. Aquela apresentadora gosta muito de gastronomia. Naturalmente o pinguim foi para substituir o papagaio. Procure se informar.
5 – Gyro Gearloose – O relatório sinaliza que o total gasto com a compra e reforma do sítio em Ataliba chegou ao montante de R$ 1,7 milhão. O que o Sr tem a dizer?
Molusco – Nunca na história de Barril fui tão duramente perseguido. Isso é mentira, repito. O sítio não é nosso, o sítio de Ataliba é de amigos. E se eles fizeram reforma na cozinha comprando pinguim e quartinha para armazenar água, deve ter sido para produzir o programa gastronômico daquela apresentadora. Lembro que teve um fim de semana que aquela emissora brasileira pediu o sítio emprestado aos meus amigos e bancaram a reforma da cozinha.
6 – Gyro Gearloose – É verdade que a defesa do Sr vai recorrer à ONU contra supostos abusos do juiz Décio Moco?
Molusco – Sim, claro. Querer me acusar de ter comprar um pinguim, quando nem gosto de aves, e uma quartinha para armazenar água para colocar em uma cozinha, isso é um absurdo. Os meus advogados vão levar isso ao conhecimento do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas, através de uma petição. Ser preso por causa de um pinguim e uma quartinha é o fim do mundo.
7- Gyro Gearloose – A petição fala que o Sr é “perseguido” pelo juiz Décio Moco, responsável pela operação na primeira instância, e acusa o magistrado de abuso de poder.
Molusco – Óbvio, caro jornalista. Só não ver isso quem não quer.  Não quero ser acusado de gostar de pinguim ou de tucano. Como disse, detesto aves. Não à toa o meu nome é Molusco.
8- Gyro Gearloose – O Sr se sente injustiçado?
Molusco – Sim. Dizer que tenho um sítio e que neste sítio houve uma reforma para me favorecer, ainda mais com a compra de um pinguim que custou R$ 50 mil. Isso é injustiça, até com o meu bom gosto. Aliás, o meu e o da minha mulher.
                            

Gatinha

Norival Vieira

Toda ela encantadora produzida,
de seda coberta aos pés todo encoberta,
nas sem calcinha muito sedutora
com a camisola entreaberta.
Dos olhos saem chispas de desejo,
os lábios úmidos odor a exalar
de fêmea sedutora e carinhosa,
mas com a alma de mulher a excitar.
Coloca-se de quatro, qual gatinha
meiga, carinhosa, toda de desejo,
ela me chama e diz que é toda minha.
E no seu lugarzinho tão querido
ela pede que estocada seja dada
e se desmancha num doce gemido.

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Piadinha cu de mocó

A dona de um cabaré resolveu fazer um recadastramento, para renovar as quengas.
Não demorou muito tempo, a fila já estava formada na frente do puteiro, que tinha
um enorme pé de laranja.
Uma velhinha que estava passando por ali ficou curiosa e foi logo perguntando:
– Oh minha filha, esta fila é para quê?
Uma das quengas respondeu:
– É para catar laranja, tia.
E a velhinha resolveu entrar na fila.
Esperou um pouco, até que chegou a vez dela.
A dona do puteiro espantada com a senhora, indagou:
– A senhora, com esta idade, ainda trepa?
– Trepar, eu não trepo, mas chupo que é uma beleza!

A vida como ela é...



Inspeção de bagagens serão mais rigorosas a partir de hoje no aeroporto de Timbaúba dos Batistas

Segurança Aeroporto


A partir de hoje a inspeção de bagagens e revista de passageiros no aeroporto Elino Julião em Timbaúba dos Batistas estão mais rigorosas. É que começam a valer as novas determinações para garantir maior segurança dos passageiros. No Brasil, elas são normatizadas pela Regulamento Brasileiro da Aviação Civil regra que dispõe sobre a segurança da aviação civil.Entre as medidas, está a que prevê que todos os passageiros estarão sujeitos à revista física feita por agente do mesmo sexo. A revista poderá ocorrer de forma aleatória, mesmo sem o disparo do detector de metais.